19 Janeiro 2018

ProFuturo em 30 segundos

A ProFuturo é um dos maiores projetos de educação digital do mundo e é promovido pela Fundación Telefónica e Fundación Bancaria “la Caixa”, que colocou sua experiência ao serviço desta causa para transformar a educação nos ambientes mais vulneráveis.

Facebook twitter

O projeto ProFuturo nasceu em 2016 e já atingiu 5,6 milhões de crianças ao redor do mundo. As estimativas indicam que o valor aumentará para 7,7 até o final deste ano.

https://youtu.be/AtlY8XLkrfQ

*Ative legendas em seu idioma na parte inferior do vídeo.

ProFuturo: Comprometidos contra a desigualdade digital

“Se é explorada da maneira correta e acessível em escala universal, a tecnologia digital pode mudar a situação das crianças que foram deixadas para trás – seja por pobreza, etnia, gênero, deficiência, deslocamento ou isolamento geográfico – conectando-as a inúmeras oportunidades e munindo-as com as habilidades de que precisam para ter sucesso em um mundo digital. Mas, a menos que ampliemos o acesso, a tecnologia digital pode criar novas desigualdades que impedem que as crianças atinjam todo o seu potencial”.

Este é o início do último relatório da UNICEF sobre o ‘Estatuto Mundial da Infância 2017‘, publicado há algumas semanas. Como mostra o estudo, 29% dos jovens entre 15 e 24 anos (346 milhões de pessoas) não têm acesso à internet.

Este número é acentuado no continente africano, onde 60% dos jovens não conseguem se conectar à rede, uma porcentagem que na Europa é reduzida para 4%.

Além disso, 56% dos sites mundiais estão em inglês, o que significa que as crianças que falam apenas línguas minoritárias, ou sem recursos para aprender esta segunda língua, não podem encontrar conteúdo relevante para sua educação.

 

ProFuturo: Comprometidos contra a desigualdade educacional

De acordo com os dados oferecidos pelo UNICEF e pela UNESCO, 12% das pessoas mais pobres (mais de 170 milhões) deixariam sua situação se todos os estudantes de seus países tivessem a escolaridade básica. Além disso, uma criança nascida de um mãe que sabe ler tem 50% mais possibilidades de sobreviver os primeiros 5 anos.

O 4º dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável propõe ao mundo trabalhar para garantir uma educação inclusiva, igualitária e de qualidade e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos. Nesta tarefa, César Alierta, presidente da ProFuturo e presidente da Fundación Telefónica, dirige esta área de trabalho como Assessor Global do Fundo ODS para a Educação Digital e Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas.

ProFuturo: Comprometidos com a igualdade de oportunidades

Contra essas lacunas educacionais e digitais, nasceu o ProFuturo, um dos maiores projetos de educação digital do mundo, promovido pela Fundación Telefónica e Fundación Bancaria “la Caixa” para que todas as crianças do mundo tenham as mesmas oportunidades e cujo desafio é reduzir a desigualdade educacional, proporcionando educação digital de qualidade em ambientes vulneráveis. Com seu trabalho, a ProFuturo pretende se tornar uma referência na transformação e inovação educacionais, melhorando a educação de milhões de crianças através da tecnologia.

Desde sua criação em 2016, quase 6 milhões de crianças de 23 países conseguiram acessar um sistema educacional de qualidade adaptado às suas necessidades graças ao ProFuturo. O objetivo para 2018 é que 7,7 milhões de crianças se beneficiem dessa iniciativa.

A proposta educacional do ProFuturo tem como selos de identidade a qualidade, a sustentabilidade ao longo do tempo e o acesso a todos os lugares, sejam áreas vulneráveis, rurais, remotas ou em situação de conflito ou crise humanitária. Para conseguir isso, sua solução educacional é modulada e adaptada a qualquer ambiente e contexto, com ou sem conectividade, e está disponível em espanhol, francês, inglês e português, as línguas oficiais onde o projeto está presente. Tudo isso com o objetivo de proporcionar a melhor educação a 10 milhões de crianças, que atualmente estão em risco de exclusão social, em 2020.