Quem somos?

Duas grandes instituições estão por trás dessa grande iniciativa, a Fundação Telefônica e a Fundação Bancária “la Caixa”, que decidiram unir suas forças e bagagem no mundo da educação para fazer com que meninos e meninas de áreas carentes possam adquirir uma experiência educacional de qualidade e para trabalhar pela igualdade de oportunidades para todas as crianças.

As duas instituições são líderes em seu trabalho social no campo do ensino e colaboram para conseguir melhorar a educação no mundo todo. Isto é realizado com a absoluta convicção de que, através da educação digital, a desigualdade educacional pode ser diminuída e contribuir, assim, para reduzir a pobreza e melhorar a condição de vida das pessoas.

O acesso a uma educação de qualidade é um desafio mundial, deixado claro no quarto Objetivo para o Desenvolvimento Sustentável (ODS4):

A mudança no ensino é hoje, mais do que nunca, uma verdadeira necessidade. Por este motivo, e através do ProFuturo, a Fundação Telefônica e a Fundação Bancária “la Caixa” aplicam toda sua experiência para transformar a educação nos cenários mais necessitados. A opção escolhida para isto é a educação digital, tendo em vista que, através da tecnologia, é possível chegar a um número maior de pessoas em menos tempo, e adaptar e personalizar o ensino a cada campo de estudos.

A vulnerabilidade associada à desigualdade digital aumenta o risco de exclusão. O último relatório da UNICEF sobre a “Situação Mundial da Infância 2017” chama a atenção para o risco da desigualdade digital na infância:

“A tecnologia digital, aproveitada de modo correto e disponibilizada em escala universal, pode mudar a situação de crianças que ficaram para trás seja por questões de pobreza, etnia, gênero, invalidez, deslocamento ou isolamento geográfico, tendo em vista que as conecta a inúmeras oportunidades, conferindo as aptidões de que necessitam para triunfar em um mundo digital. Entretanto, a tecnologia pode criar novas desigualdades que impeçam às crianças atingir todo seu potencial, exceto se o acesso a ela for ampliado”. ProFuturo tem focado seus esforços na América Latina, na África e na Ásia desde julho de 2016, contra essas desigualdades educacionais.

 

Fundação Telefônica e Fundação Bancária “la Caixa”, comprometidas com a educação

Fundação Telefônica

A Fundação Telefônica é uma das fundações que mais investe em educação digital no mundo todo. Presente há mais de 12 anos na América Latina, trabalha para oferecer melhores oportunidades às crianças por meio de educação digital de qualidade. Em 2005, deu início ao programa Pró-Menino com a finalidade de eliminar a pobreza nas regiões mais carentes. Através desse programa, escolarizou aproximadamente quinhentas mil crianças que trabalham e colaborou com suas famílias, escolas e comunidades para melhorar sua situação.

Além disso, a Fundação Telefônica e a Telefônica têm extensa experiência no mundo da educação e contam com aproximadamente 600 especialistas no setor. Desenvolveram inúmeros projetos para contribuir com a formação de alunos, professores e famílias, e para fomentar o empreendimento, a criatividade e a inovação no ensino. Entre esses últimos projetos estão o “Aulas Fundação Telefônica”, “Entre Professores”, “Escolas Criativas” e “Transformação de Escolas na América Latina”. Graças a essa experiência, adicionou materiais, metodologias e boas práticas ao programa ProFuturo, de forma que possam ser implementados em centros educacionais na América Latina, África e Ásia.

Fundação Bancária “la Caixa”

A Fundação Bancária “la Caixa”, por sua vez, é a primeira da Espanha em investimento e uma das grandes fundações em nível mundial. Grande parte do seu orçamento global é dedicada a atender os grupos mais vulneráveis por intermédio da sua Obra Social, principalmente a infância e a educação. Essa Fundação tem projetos internacionais ativos na América Latina, em países como a Bolívia, Colômbia, Equador, Haiti e a Nicarágua, e na África, em países como o Egito, Burundi e o Quênia.

Seu compromisso com a educação é colocado em prática por meio de várias linhas, como as ações socioeducativas, a promoção do talento e medidas educacionais.  No campo socioeducativo, essa fundação realiza programas como o CaixaProinfancia, voltado desde 2007 a lares com crianças de 0 a 16 anos e que estão em situação de vulnerabilidade. Este programa tem como objetivo quebrar o círculo vicioso da pobreza aplicando serviços em prol da educação e da saúde. Em 2016, foram atendidas 63.600 crianças. Além disto, a Fundação Bancária “la Caixa” realiza anualmente, desde 1982, um programa de bolsas de estudos voltadas a alunos universitários que gostariam de expandir sua formação por meio de estudos de pós-graduação. Desde que foi lançado, foram concedidas 4.350 bolsas de estudos para fazer o doutorado em centros de pesquisa de excelência na Espanha ou então no exterior (outros países da Europa, América do Norte e da Ásia). Finalmente, por meio do EduCaixa, fomenta ações educacionais exigentes e de qualidade voltadas ao desenvolvimento holístico dos alunos, professores e diretores, a fim de dar um impulso à transformação e aprimoramento da educação, alinhado com o quarto Objetivo de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas relativo ao acesso a uma educação de qualidade equitativa e inclusiva para todos. O âmbito de atuação do EduCaixa encontra-se na Espanha e, em 2017, mais de 2,3 milhões de meninos e meninas e aproximadamente 10.000 centros educativos participaram do projeto.

A Fundação Bancária “la Caixa” incentiva mais de 50.000 iniciativas que beneficiam aproximadamente 11 milhões de pessoas.

 

Governo

Governo Corporativo

A Fundación ProFuturo é uma fundação privada, de nacionalidade espanhola, sem fins lucrativos que surge com a vocação de permanência. Tem seu patrimônio afetado de modo duradouro para a realização dos fins de interesse geral detalhados nos seus Estatutos por vontade dos seus fundadores, Telefónica S.A., Fundación Telefónica e Fundación Bancaria Caixa D’Estalvis i Pensions de Barcelona, “la Caixa”.

Em 13 de julho de 2016 foi outorgada por meio de escritura pública a sua constituição e está inscrita no Registro de Fundações de competência estatal do Protetorado do Ministério da Educação, Cultura e Esportes, sendo atribuído o número de registro 1.856.
A Fundación ProFuturo tem como finalidade diminuir a desigualdade educacional no mundo proporcionando uma educação digital de qualidade a crianças, jovens e pessoas pertencentes aos setores mais desfavorecidos ou em risco de exclusão social, para ajudar a promoção e a geração de igualdade de oportunidades na sociedade, através do potenciamento da formação digital e em rede; em especial, fomentar a educação digital de crianças e jovens, que permita a aquisição de competências através da tecnologia.

A Fundación desenvolve sua atividade, principalmente, em países em vias de desenvolvimento, particularmente na África, América Latina e Ásia.

 

Órgãos de Governo

Composição do Patronato da Fundación ProFuturo:

– Presidente: César Alierta Izuel, na sua condição de Presidente de Fundación Telefónica
Vice-presidentes:
· Fundación bancaria Caixa d’Estalvis i Pensions de Barcelona “la Caixa”, e na sua representação, Isidro Fainé Casas.
Membro: Don José María Álvarez-Pallete López
Membro: Don Jaume Giró Ribas, en su condición de Director General de Fundación Bancaria Caixa d’Estalvis i Pensions de Barcelona, “la Caixa”.
Membro: Don Luis Blasco Bosqued.
Secretário não patrono: Don Pablo de Carvajal González

Princípios gerais de atuação

O Patronato da Fundación ProFuturo, na sua reunião celebrada no dia 8 de fevereiro de 2017, acordou os princípios de atuação que inspiram e definem a maneira na qual desenvolve sua atividade.

Estes Princípios são: honestidade e confiança, respeito à lei, integridade, respeito aos direitos humanos, segurança e saúde, desenvolvimento da sociedade, meio-ambiente, medidas quanto a conflitos de interesse, igualdade e transparência, responsabilidade com a cadeia de fornecimento, independência e prudência, colaboração, publicidade e difusão.

Todos estes princípios se complementam também com os Estatutos da Fundación ProFuturo que, junto com a normativa interna aprovada pelo Patronato e pela Lei, constituem a base sobre a qual está estruturada a gestão responsável dos seus projetos e interação com a sociedade em geral.

Contato:

Endereço: Calle Gran Vía, 28. Planta 7. 28013, Madrid
Telefone: +34 91 482 85 80
Email: secretaria.profuturo@telefonica.com